Carênciamor

pensamento

Eu tinha certeza que o amava. Passei um tempo longe, não senti tanto sua falta, cheguei então à conclusão de que era pura carência, não amor. Até porque nesse tempo que longe fiquei me apaixonei oor outro. Paixão louca, como há muito não sentia. Questão de chorar por horas na hora de partir. De sofrer e sofrer, ficar esperando a cada minuto pelo menos um oi no whatsapp, porém sabia que as férias já tinham acabado e não iria vê-lo tão cedo e voltei para meus antigos sentimentos. Quando revi o primeiro, não me veio uma louca vontade de abraçar e matar a saudade. Porque não havia tanta saudade. Será um sinal de que não havia também tanto amor? Os meses foram passando, o amor de verão ficando longe e o amor antigo voltando. Porém, o cérebro sempre avisando “você sabe que não é amor, é carência”. Mas a carência, sentimento nem tão estimado quanto amor ou ódio, também te leva a atitudes irracionais e bem, vou ter que daqui pra frente, aprender a lidar com ela, ou sucumbir com ela. E olha, não sei nem qual o limite entre amor e carência, imagine decidir o que fazer com esse último sentimento.

Anúncios
Carênciamor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s