Ai, a paixão

amor

Li um texto dia desses com o qual concordei. Nele, a autora falava que não gostava de se apaixonar. Que sim, era bom o sentimento de paixão, mas quando tudo acabava, o sentimento era tão ruim que não compensava o tempo apaixonada. Eu sei o quão mal eu fico com desilusões amorosas, todos ficam mal, mas uns superam mais rápido, ou sofrem menos. Eu sofro tudo o que tenho que sofrer por um bom tempo. Como entrada, prato principal, sobremesa e ainda repito nesse negócio de sofrer por paixão.

A questão é que eu não sei se consigo viver sem isso e se quero viver sem isso. Amar, sofrer, ganhar, quebrar a cara, faz parte. Tudo isso simplesmente faz parte da vida. Não posso ser masoquista ou boba e ficar para sempre apostando em algo sem futuro, mas não quero deixar de viver coisas boas porque amanhã eu posso vir a sofrer. Hoje eu posso estar em um chato processo de superação, mas isso termina. Pode demorar mais um pouquinho e essa coisa que é a paixão pode ainda não ter se acalmado, mas vai.

Então eu concordo que paixão muitas vezes pode não compensar, mas muita coisa nessa vida pode acabar não compensando. E já que é assim, por enquanto quero ficar na minha e sair fortalecida disso, mas depois eu sei bem que vou acabar simplesmente voltando a essas coisas que não compensam.

Anúncios
Ai, a paixão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s