Utopia

sleep at night

Não sei se acredito no mundo, se acredito no ser humano. Eu basicamente sinto que dependo de que as pessoas tenham um surto, ou algo assim, de clareza e parem de recriminar e boicotar o bem estar dos outros, que todos possam viver em paz. Que haja igualdade.
Sinto que é acreditar numa utopia, sinto que devo talvez me conformar que, pelo menos enquanto eu viver, eu veja pouco do que eu desejo acontecer, ou talvez nada.
Isso também é ruim porque toca no ego. É uma lógica simples: se sinto que as pessoas parecem ser ruins e eu também sou uma pessoa, estou propícia a ser ruim também.
Claro que sei que não sou e ninguém é perfeito, mas o ego se sente machucado cada vez que isso é jogado na cara dele. Seria eu a vilã de alguém? Luto para que não.
Luto para não seguir nem por um segundo a mesma linha de raciocínio dos que discriminam, abusam, apontam o dedo e derrubam uma felicidade sendo construída.
E assim eu vivo, mas admito: às vezes é dificil pensar em tudo isso e dormir.

Utopia