O que tenho aprendido ultimamente

Ok, esse é um post meio egoísta, ele é mais para mim do que para o público, mas vocês podem talvez concordar comigo, aprender ou me ensinar algo.

1- Saiba dizer não

Não quer sair com seus amigos? Quer curtir netflix ou poupar sua grana? Então fica no netflix. Poupa sua grana. Seu amigo tem um projeto super interessante e está empolgado que você participe mas isso não te interessa minimamente? Então diz que não vai rolar. Você vai deixar uma ou outra pessoa chateada, sim. Mas a sensação de estar fazendo algo “super legal” forçada é péssima, a última pessoa curtindo é você. Se poupe. e seja compreensivo quando levar um não também.

2 – As coisas não vem sem esforço

Não vamos falar das questões de que alguns são mais favorecido$, até porque já sabemos disso e a questão não é só dinheiro. Quer conquistar alguém que nem te olha? Dependendo da pessoa, vai ter que ralar. Quer manter um namoro legal? Vai ter que ralar e ter auto-controle. Notas boas, aprovação num concurso, dinheiro pra uma viagem. Vem de esforço.

3 – Pessoas vão falar de você, você vai falar de pessoas e é isso.

O ideal é cada um viver sua vidinha e deixar a do outro em paz, mas não é assim. As pessoas vão falar de você, porque você se veste com a roupa tal ou porque amanheceu certo dia de cara feia, porque começou ou terminou um relacionamento. Não importa. Vão falar. Lide com isso, mas não se importe absurdamente. Você vai acabar falando de alguém em algum momento também, acontece. Viva a sua vida.

4 – O mundo do facebook e do twitter é um. O mundo real é outro.

Já sabia disso, mas cada vez acho mais e mais diferente. Em tudo. Não tenho amigos homofóbicos, por exemplo, ainda bem! Então quando estou no facebook tá tudo bem, gays e héteros se respeitam, como deve ser <3. Mas basta colocar o pé nesse mundão real e ver como esse respeito não existe em tantas pessoas quanto você imaginava </3.

A fulana posta foto com a filha e é um amor de mãe lindo de ver. Mas na prática a pessoa não tem a mínima paciência com a criança e chega a bater num ser que nem dois anos tem. Aquele cara super legal, dentro de casa é super grosso com a esposa. Não inventei isso, estou falando de casos reais. Facebook ————- abismo ————- vida real.

5 – A mente é extremamente forte

Tudo a sua volta pode estar maravilhoso. Se você estiver num dia pessimista e seu cérebro estiver jogando desconfianças e chatices em você, já era. Assim, como num dia que você esteja pensando coisas legais, mesmo que haja situações ruins à sua volta, você vai se manter firme. É difícil controlar a mente, mas tente mantê-la saudável. Medite, trate do seu emocional, da sua parte espiritual, se isso for importante pra você. Tem condições de fazer análise? Faça. Pratique esse amor próprio.

Essas foram as cinco primeiras coisas que vieram a minha cabeça do que tenho aprendido durante os últimos meses, espero aprender mais e mais nos próximos 🙂

O que tenho aprendido ultimamente

Selena

Selena

Selena Quintanilla-Pérez, ou somente Selena, para quem nunca ouviu falar, foi uma cantora americana cujas músicas foram majoritariamente em espanhol. Eu conheci seu trabalho através de um tributo feito à ela pela Jennifer Lopez (tem no Spotify e dá pra achar no Youtube também). Tributo pois Selena deixou este mundo com apenas 23 anos, em 1995, quando era considerada rainha da música texana.

Eu achei interessante porque, por algum motivo, gostei da música dela. Digo “por algum motivo” porque não é um estilo pelo qual normalmente me interesso. E achei mágico que, assistindo os vídeos dela no YouTube, vi MUITA gente com a mesma sensação sobre ela e suas músicas.

Fora isso, ainda existe um filme chamado Selena (tem no Netflix!), que conta sua história de vida e no qual a já citada JLo faz o papel de Selena. Achei o filme um amor, porque explora bem principalmente o romance dela com seu marido. E, pelo filme, dá pra perceber a pessoa legal que ela foi, o que é possível também ver pelos enormes sorrisos dela nos vídeos.

Bem, fica a dica. Beijos.

Selena

O que ando jogando? Hay Day!

10339652_828471900570712_6872314485919762843_n

Como ainda estou de férias da faculdade (e torcendo pra não ter greve cof cof) e não estou com dinheiro pra sair muito, eu basicamente passo o dia em casa alimentando meus vícios: Internet e joguinhos pra celular, mais exatamente Hay Day.

Não sei se vocês lembram daqueles joguinhos do falecido Orkut: Colheita feliz e Mini Fazenda. Gente, me julguem, mas eu era viciada demais naquilo (não chegava a ser estilo Tulla Luana, muito maravilhosa). Pois bem, Hay Day é mais ou menos nesse estilo: Você planta, colhe, cria uns animais, aí colhe o leite das vaquinhas, o bacon dos porquinhos e assim em diante. Tem algumas diferenças com relação aos jogos citados, claro, mas é tão viciante quanto, pra mim. Você pode conectar com o facebook e entrar na fazenda dos seus amiguinhos que também jogam e vocês podem se amar e jogar muito interagir.

O jogo é um aplicativo pra dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Eu jogo no celular e no computador . Pra jogar no pc uso um emulador Android (que basicamente é um software que permite usar aplicativos do Android no computador). Caso se interesse em baixar o jogo, tem na Apple Store e no Google Play. Ah, importante: Isso nem é publi, sou só eu querendo compartilhar meu vício mesmo.

Beijos. Fiquem com uma fotinho de um pedaço da minha fazenda:

hay day

 

O que ando jogando? Hay Day!

Carta pra mim

IMG_20150224_214420

Rondando pelos vlogs e blogs por aí, cheguei há cerca de um mês em um vídeo da Flávia Calina no qual ela escrevia uma carta para ela mesma ler alguns anos depois. Já tinha ouvido falar em fazer isso mas nunca tinha me encorajado pra fazer. Depois do vídeo dela pensei “vou fazer isso também!”, mas logo esqueci. Então há uns dois dias cheguei no blog Meninices da Vida, que até então eu não conhecia e li o post cujo título é 10 Maneiras de Praticar o Amor Próprio e o primeiro item da lista é “Escreva uma carta de amor pra si mesmo”. Eu achei bem interessante e lembrei do vídeo da Flávia Calina e resolvi realmente fazer a tal carta.

Juntei então as duas coisas: Na carta, escrevi como anda a minha vida atualmente e o que eu desejo pra o futuro e escrevi também uma carta de amor pra mim, dizendo porque eu gosto de mim, o que eu tenho de bom e o que eu posso melhorar. Quando eu comecei a escrever saíram umas lagrimazinhas do olho rs. Porque eu já tive muitos problemas com auto confiança e na verdade, essa é uma área que eu tenho que trabalhar a cada dia. Então enxergar coisas boas em mim mesma me fez ficar até emocionada.

A carta já está terminada, coloquei num envelope feito a mão mesmo e já lacrei. O plano é abri-la só depois que eu terminar a faculdade, o que deve acontecer em mais ou menos dois anos e meio. Não é um prazo tão grande assim, mas como eu tenho muitas dúvidas com relação ao que fazer depois da faculdade, eu acho que será um momento válido de reler o que eu penso hoje.

Minha recomendação é que você também faça isso. Foi uma experiência bacana de contato comigo mesma e acho que será bacana novamente quando eu for reler essa carta.

Bem, por hoje é isso. Beijoss

Carta pra mim

Vlogs que ando assistindo

Olá! Uma das coisas que mais gosto de fazer é assistir vídeos no YouTube, e agora então que estou de férias eu aproveito pra fazer bastante isso. Não acompanho tantos vlogs assim, mas até que já vi um bom número, e acho bem difícil dizer quais vlogs eu gosto mais porque sempre estou gostando de coisas diferentes e também os próprios youtubers às vezes modificam o conteúdo do canal o que pode me fazer gostar mais ou menos dos vídeos. Então eu vou listar aqui quais são os 5 vlogs que eu mais tenho assistido.

1- LubaTV

lubatv

Adoro o Luba, ele é uma pessoa super divertida, não dá pra não rir com os vlogs dele. Eu costumo tentar superar situações chatas através do humor e o canal do Luba foi canal que já me ajudou muito a ficar mais feliz (Obrigada, Luba). No canal dele tem vídeos de perguntas e respostas, tem alguns sketchs onde ele interpreta personagens muito engraçados, tem vídeos sobre temas variados. Enfim, é um canal no qual você pode rir e ao mesmo tempo ouvir sobre temas interessantes. Ah, e ele ainda tem um gato que é super parte integrante do vlog, o Mint ❤

2 – Danielle Noce

danielle noceUm dos canais mais recentes dentre os que acompanho, mas já gosto demais. A maior parte dos vídeos é ensinando receitas culinárias, que em sua maioria são de doces. Eu não cozinho NADA, mas amo demais doces e acho lindo vê-los sendo feitos, conhecer as receitas. Estou aos poucos me encorajando pra repetir algumas das receitas da Dani! Ultimamente ela tem postado vlogs mostrando um pouco da vida dela, tem vídeos com o marido dela, que também é muito divertido. Enfim, super recomendo.

3 – Lully de Verdade

lullyEu gostei de cara do canal da Lully porque eu adoro a forma que ela fala, ela tem uma voz doce, um jeito de falar leve, então você vê um vídeo da Lully e vai querendo ver outro e mais outro. O conteúdo do canal também é muito bom, ela fala bastante de cinema (ela é formada em cinema) e tem vídeos mais antigos sobre comportamento, games e outros assuntos. O conteúdo é variado e os vídeos bem bacanas.

4 – Flavia Calina

flavia calinaO canal Flavia é meu achado mais recente, e encontrei inclusive por recomendação da Danielle Noce em um vídeo dela. A Flavia é outra que tem um jeito leve e tranquilo de falar, é bem legal acompanhar o vlog dela. A realidade da Flavia é bem diferente da minha, ela fala bastante sobre a filhinha dela e sobre alguns outros assuntos do dia-a-dia dela que não fazem parte do meu, só que ela fala de um jeito muito doce e dá vontade de ouvir o que ela tem a dizer e levar como aprendizado mesmo, até porque daqui a alguns anos posso ser mãe ou até mesmo ter que lidar de perto com outras crianças.

5 – Canal das Bee

canal das beeEsse é um canal que fala dos assuntos referentes aos homossexuais, bissexuais, transexuais de uma forma bem aberta e divertida. Tenho muitos amigos gays e já vi eles ouvirem comentários homofóbicos e pra mim, que sou do tipo que toma a dor alheia, isso doeu. Até porque já conheci a dor do preconceito através do racismo, pelo fato de eu ter o cabelo crespo, e sei como é ruim. Acho que um dos motivos do preconceito é a falta de conhecimento, e esse nunca é demais, então por isso assino o canal da bee pra saber ainda mais e quem sabe ajudar outras pessoas.

Enfim, dá até um dorzinha no coração não falar de outros vlogueiros que gosto, mas os canais acima são os que mais acompanho atualmente, quem sabe eu não faça uma parte dois pra recomendar outros vlogs?

Beijos

Vlogs que ando assistindo

Metas para 2015

Nunca tinha feito uma lista de metas para o ano que está por vir, mas vendo tanta gente que sigo no youtube ou no instagram fazendo essa lista, me perguntei “Por que não fazer uma também?”. Talvez em fevereiro eu nem lembre mais que fiz, porém espero lembrar e espero que essa lista me ajude a manter o foco durante o ano. Outra coisa legal de fazer essa lista é porque ela te faz pensar onde você errou e o que você pode e quer melhorar no ano seguinte 🙂

metas2015

 
Essas são as fotos da minha listinha, talvez eu ainda possa adicionar alguns itens a ela no início de 2015. Os itens da minha lista, em geral, não são palpáveis, digamos assim. São mais pra eu mudar minha mentalidade mesmo, melhorar o quanto eu me esforço pra que as coisas deem certo pra mim, porque eu sei que muitas das coisas que deram errado esse ano foi por desleixo próprio, então quero construir um 2015 melhor.

Desejo um ótimo 2015 pra você, com muitas conquistas!
Beijinhos

Metas para 2015

Escolhendo o curso na faculdade

estudante

Chegou a hora de prestar vestibular e você ainda não sabe o que escolher? Não sou nenhuma especialista no assunto, mas resolvi juntar todas as dicas que ajudaram a mim e aos meus amigos a escolher nossos cursos na faculdade.

1 – Procure ver as matérias do seu curso

Você acha a ideia por traz daquela profissão muito legal, mas quando dá uma olhada nas matérias do curso tudo muda. Vou dar um exemplo do que vi no meu curso: A pessoa entra em Ciência da Computação porque gosta muito de computadores e tecnologia, mas a mesma pessoa não gosta de matemática, porém Ciência da Computação é um curso que tem matemática pra caramba! Muita gente entra no curso sem saber disso e acaba desistindo logo no começo. Não precisa gostar de 100% das matérias do curso, até porque na faculdade você aprende sobre vários ramos de uma mesma área, e você não vai necessariamente gostar de todos, mas curtir uns 80% das matérias já é bom.

2 – Converse com alguém que já fez ou faz o curso

É legal ter alguém que faz o curso para te explicar sobre as matérias e mercado de trabalho. Se a pessoa for da mesma universidade na qual você pretende ingressar, melhor ainda, porque você vai ficar sabendo sobre professores, material utilizado e horários.

3 – Faça um técnico

Antes de entrar em computação fiz técnico em informática e isso me deu uma boa visão sobre a área. Se você ainda tem tempo pra fazer um curso técnico antes de prestar vestibular, faça. Muitos amigos entraram no técnico achando que amavam informática e quando chegaram lá, viram que era algo completamente diferente e acabaram odiando, e isso os ajudou à escolher a área na qual gostariam de trabalhar. Só não acho que valha a pena começar um técnico se você já está na idade de prestar vestibular, isso vai atrasar muito seus estudos.

4 – Faça o que você gosta, não o que outros querem que você faça

As profissões do momento são medicina e engenharia. São ótimas áreas, mas para estar nelas, você tem que realmente gostar. São cursos difíceis e maçantes até pra quem gosta, imagina para quem não gosta. Tente se livrar das pressões e seguir seu desejo.

5 – Estabeleça prioridades

Eu, por exemplo, gosto de muitas áreas, tanto que até faria um curso relacionado à artes, como comunicação visual, porém sei que sentiria muita falta de algo relacionado à exatas, algo mais lógico. Eu percebi que ficaria mais satisfeita fazendo um curso de exatas e levando algo relacionado à criatividade como hobbie. Ou seja, eu meio que fiz um ranking do que eu mais gostava.

6 – Cursos parecidos: Qual escolher?

Um palavra: Pesquise. Os cursos podem ser parecidos, mas não são a mesma coisa, senão não seriam dois cursos. Às vezes um pode ser mais específico e o outro mais abrangente, por exemplo. Um profissional que fez o curso X pode ganhar mais que o que fez o curso Y. Tudo depende do que você mais gosta e do que você prioriza.

Enfim, dependendo do curso e/ou universidade, vai ser muita ralação e talvez noite sem dormir no fim do período rs (não estou colocando medo, apenas dizendo a minha própria realidade…), nem sempre tudo serão flores, mas se você sentir que está no caminho certo, não desista. E olha, vi muita gente trocando de curso e, no final das contas, deu tudo certo e não foi um bicho de sete cabeças, simplesmente acontece, é normal, não é vergonha seguir seus sonhos. Boa sorte na escolha e na hora de prestar o vestibular. Beijos.

Escolhendo o curso na faculdade

Curtas da Pixar

pixar

A Pixar é uma empresa de animação gráfica que pertence a Disney, e juntas, as empresas são responsáveis por sucessos como Procurando Nemo, Carros, Toy Story, entre muitos outros. Mas além desses famosos longas, a Pixar produz alguns curtas excelentes, muito lindinhos e que trazem algumas mensagens bacanas também. Pus no post alguns desses curtas:

1- Luxo Jr. (1986)

Nesse curta aparece a luminária que é símbolo da Pixar. Na verdade, aparecem duas luminárias: Uma criança, Luxo Jr., que se diverte brincando com uma bola, e outra adulta. De tanto Luxo Jr. aprontar com a bola, essa acaba murchando, deixando-o triste e fazendo a luminária mais velha pensar que Luxo vai se aquietar, mas não é bem o que acontece. Confira.

2- Geri’s Game (1997)

Um senhor chamado Geri joga xadrez contra ele mesmo, porém cada jogador – apesar de serem a mesma pessoa – tem uma personalidade um pouco diferente. Um Geri começa a perder para o outro, com isso, tem que virar o jogo. Literalmente.

3 – For the Birds (2000)

For the Birds conta a história de um pássaro que não é muito bem aceito por ser diferente. Os outros fazem fofoca e debocham dele. Mas como se diz por aí, “o mundo dá voltas”.

4- Presto (2008)

O mágico pretende fazer alguns truques com sua cartola e seu coelhinho, mas esse não vai colaborar em nada enquanto não comer sua cenoura e apronta todas no espetáculo, que no fim das contas, acaba saindo melhor do que era sem o toque do coelho.

5 – Partly Cloud / Parcialmente Nublado (2009)

A maioria das nuvens dá vida à bebês e cachorrinhos e as cegonhas se encarregam de entregá-los aos pais. Mas alguma nuvem tem que dar vida à alguns seres menos fofos como jacarés e tubarões e precisa de uma cegonha para colaborar. Será que há uma cegonha vai sempre ajudar essa nuvem menosprezada?

6 – Day and Night / Dia e Noite (2010)

Qual é melhor: Dia ou noite? Cada um tem seus encantos que os fazem especiais e as diferenças não importam pois no fim, o dia vira noite e a noite vira dia e tudo dá no mesmo.

7 –  La Luna (2012)

Explicação mais fofa do mundo das fases da lua, apenas.

A Pixar tem muitos curtas além desse, se quiser saber mais é só dar uma conferida na lista e pesquisar sobre cada um.

Curtas da Pixar

Você sabe o nome dos sapatos?

Pelo menos comigo, sempre rola uma confusão quanto aos nomes de modelo de sapato, alguns calçados são parecidos e é fácil de se confundir. Além disso, sempre tem um modelo novo na área, por isso achei esse “dicionário de sapatos” muito útil. Os nomes estão em inglês mas boa parte acabou não tendo uma tradução aqui no Brasil então usamos os nomes originais mesmo. Deem uma olhada:

nome dos sapatos

Você sabe o nome dos sapatos?